Entendendo a psicologia cognitiva

Entendendo a psicologia cognitiva


Essa abordagem pode ser muito útil para você, saiba como

Você já se perguntou por que se lembra de certos detalhes sem fazer qualquer esforço enquanto esquece de outras coisas bem rápido? Esse é apenas um exemplo do tipo de pergunta que o campo da psicologia cognitiva tenta responder.

 

O que é psicologia cognitiva?

Terapia cognitiva envolve o estudo dos processos mentais internos – ou seja, tudo que acontece no seu cérebro, incluindo percepção, pensamento, memória, atenção, linguagem, resolução de problemas e aprendizado. Apesar de ser um ramo relativamente novo da psicologia, ele rapidamente se colocou entre os subcampos mais populares dessa área do conhecimento.

Existem várias aplicações práticas para esse estudo cognitivo, como auxiliar na convivência com transtornos de memória, aumentar a eficiência das tomadas de decisões, auxiliar pessoas em recuperação de lesões cerebrais, tratamento de transtornos de aprendizado e trabalhar a capacidade educacional para melhorar o aprendizado.

Aprender mais sobre como as pessoas pensam e processam informação não apenas ajuda os pesquisadores a descobrirem mais sobre como o cérebro humano funciona, mas permite que os psicólogos desenvolvam novas formas de ajudar pessoas com dificuldade de atenção a melhorarem seu foco e concentração.

As descobertas da terapia cognitiva também melhoraram nossa percepção sobre como nós formamos, armazenamos e acessamos nossas memórias. Ao saber mais sobre o funcionamento desses processos, os psicólogos podem desenvolver novas maneiras de ajudar as pessoas a melhorarem suas memórias e combater potenciais problemas nessa área.

Por exemplo, os psicólogos descobriram que apesar de sua memória de curto prazo ser bastante limitada (dura de 20 a 30 segundos e armazena entre 5 e 9 informações), estratégias de repetição podem aumentar as chances de essas memórias serem transferidas para a memória de longo prazo, que é muito mais estável e duradoura.

 

Quando procurar um psicólogo cognitivo?

Apesar de muitos psicólogos se especializarem em pesquisa e serem empregados por universidades ou agências governamentais, outros assumem um foco clínico e trabalham diretamente com indivíduos que estão passando por desafios relacionados a diversos processos mentais. Esses psicólogos podem trabalhar em hospitais, clínicas de saúde mental ou com atendimento privado.

Os profissionais que atuam nessa área geralmente se especializam em um tópico de interesse em particular, como a memória, enquanto outros preferem trabalhar diretamente com problemas de saúde relacionados à cognição, como transtornos cerebrais degenerativos ou lesões cerebrais.

Motivos para consultar um psicólogo cognitivo

  • Mal de Alzheimer, demência ou perda de memória
  • Tratamento de trauma cerebral
  • Terapia cognitiva contra doenças psicológicas
  • Intervenção por deficiências de aprendizado
  • Problemas de percepção ou sensoriais
  • Terapia para transtorno de fala ou linguagem

O trabalho dos psicólogos cognitivos é essencial para ajudar pessoas que tiveram problemas com os processos mentais. Apesar de acharmos que habilidades como atenção e capacidade de resolver problemas são garantidas (talvez porque fazem parte de nossa existência em um nível tão fundamental), disfunções cognitivas podem virar muitas áreas da vida de alguém ao avesso.

Problemas de atenção podem dificultar o foco durante o trabalho ou estudos. Até mesmo pequenos problemas de memória podem tornar muito difícil abordar as demandas diárias. Pense, por exemplo, como uma mentalidade negativa pode interferir com sua saúde e felicidade.

Todos nós temos pensamentos negativos de tempos em tempos, mas algumas pessoas se veem sobrecarregadas por padrões pessimistas de pensamento. Isso pode levar a níveis mais altos de estresse, pessimismo e auto sabotagem.

Com a ajuda de psicólogos cognitivos, as pessoas encontram maneiras de lidar e, às vezes, de superar tais dificuldades.

Tratamentos terapêuticos baseados na pesquisa cognitiva se concentram em ajudar as pessoas a mudarem esses padrões de pensamentos negativos e substituí-los por pensamentos mais positivos e realistas.

 

Como a psicologia cognitiva contribui para a saúde mental

Além de melhorar nosso entendimento sobre como funciona a mente humana, o campo da psicologia cognitiva também impactou nas abordagens à saúde mental. Antes dos anos 1970, muitas abordagens à saúde mental eram focadas nas abordagens psicanalítica, comportamental e humanística.

A chamada “revolução cognitiva” que aconteceu nesse período colocou uma ênfase maior no entendimento da maneira que as pessoas processam informação e como padrões de pensamento contribuem para a aflição emocional.

Graças a pesquisas de psicólogos cognitivos, novas abordagens de tratamento foram desenvolvidas contra depressão, ansiedade, fobias e outros transtornos psicológicos.

A terapia cognitivo-comportamental é uma abordagem na qual pacientes e psicólogos se concentram nas cognições subjacentes que contribuem para a aflição psicológica.

Os terapeutas podem ajudar os pacientes a encontrarem crenças irracionais e outras distorções cognitivas que conflitam com a realidade e então os ajudar a substituirem esses pensamentos por outros mais realistas e saudáveis.

Se você está sentindo sintomas de um transtorno psicológico, você pode procurar um psicólogo que tem treinamento específico nesses métodos cognitivos de tratamento. Para falar com um psicólogo agora, clique aqui.

 

O impacto da terapia cognitiva

Como você pode ver, o campo da psicologia cognitiva é tanto amplo quanto diverso, e ainda assim toca muitos aspectos da vida diária.

As pesquisas nesse campo podem parecer muito acadêmicas e afastadas dos problemas que enfrentamos no dia a dia. Mas as descobertas de tais investigações científicas desempenham um papel na forma como os profissionais abordam o tratamento de doenças mentais, lesão cerebral traumática e doenças cerebrais degenerativas.

Graças ao trabalho de psicólogos cognitivos, nós estamos mais equipados para medir as capacidades intelectuais humanas, desenvolver novas estratégias para combater problemas de memória e desvendar o funcionamento do cérebro humano – coisas que têm um poderoso impacto na forma como tratamos transtornos cognitivos.

O campo da psicologia cognitiva é uma área de rápido crescimento que continua a contribuir com nosso conhecimento das muitas influências que os processos mentais têm em nossa saúde e na nossa vida diária.

Desde entender como os processos cognitivos mudam ao longo do desenvolvimento infantil até analisar como o cérebro transforma estímulos sensoriais em percepções, a terapia cognitiva nos ajudou a ganhar um entendimento mais rico e profundo dos muitos eventos mentais que contribuem para nossa experiência diária e bem-estar em geral.

 

Conclusão

Receber o diagnóstico de um problema cerebral cognitivo pode ser assustador e confuso, mas é importante lembrar que você não está sozinho(a).

Ao trabalhar junto com seu médico, você pode desenvolver um plano de tratamento efetivo que leve em conta a saúde cerebral e os problemas cognitivos. Seu tratamento pode envolver consultas com um psicólogo cognitivo que tem experiência com o tema específico que está te afetando.

Pode ser útil descobrir o máximo possível sobre seu diagnóstico inicial e montar uma lista de dúvidas que você possui antes da próxima visita ao médico ou psicólogo. Isso pode fazer você se sentir mais preparado(a) para enfrentar as próximas etapas do seu tratamento.

 

Fonte: Cognitive Psychology: The Science of How We Think

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário