O que é psicose pós-parto?

O que é psicose pós-parto?


Conheça os sintomas e o que fazer após o diagnóstico

Não é incomum que mulheres sofram com um fenômeno chamado baby blues – a tristeza pós-parto. Você pode se sentir desanimada, ansiosa, sobrecarregada ou deprimida. Em torno de metade das novas mães passam por isso.

Mas em casos muito raros, o nascimento do bebê pode trazer um transtorno mental sério chamado psicose pós-parto. O termo psicose indica que você perdeu a noção da realidade.

 

Sintomas

Algumas mulheres diagnosticadas com psicose pós-parto foram diagnosticadas com transtorno bipolar, esquizofrenia ou outros transtornos anteriormente. A maioria nunca teve problemas psiquiátricos, entretanto.

A psicose pós-parto pode surgir dentro de duas semanas após o nascimento do bebê. Geralmente acontece repentinamente. Mães diferentes podem ter sintomas diferentes. Entre eles pode-se citar:

  • Delírios (acreditar em algo que não é real);
  • Alucinações (ver, ouvir ou sentir coisas que não existem);
  • Agitação;
  • Muita energia ou libido;
  • Depressão, ansiedade ou confusão;
  • Insônia severa (talvez você sequer sinta a necessidade de dormir);
  • Paranoia e desconfiança;
  • Mudanças de humor constantes;
  • Sentir-se desconectada do seu bebê.

Pode ser difícil dizer com certeza se seus sintomas são parte do processo normal de recuperação do parto ou algo mais sério. Por isso é importante ter uma pessoa de confiança prestando atenção em você durante os primeiros dias e semanas.

 

Riscos e causas

Suas chances de desenvolver esse transtorno são maiores se você ou um familiar próximo tem transtorno bipolar, ou se você já teve episódios de psicose anteriormente.

Médicos acreditam que as grandes mudanças hormonais antes e depois do parto podem contribuir para o surgimento da psicose pós-parto. As chances aumentam se:

  • É seu primeiro filho;
  • A gravidez não foi planejada;
  • Você tem mudanças de humor intensas durante a gravidez;
  • Você parou de tomar seus remédios psiquiátricos durante a gravidez;

 

O que fazer após o diagnóstico

Psicose pós-parto é uma doença muito séria. Em torno de 1 a cada 20 mulheres pode tentar machucar o bebê ou a si mesma. O risco de suicídio pode ser bem maior durante um ano ou mais após o parto.

Felizmente, o estado psicótico é apenas temporário. É importante saber o que fazer se isso acontecer, seja antes ou depois do parto.

Antes do parto:

  • Fale com seu médico sobre os riscos. Ele pode encaminhar você para um especialista chamado psiquiatra perinatal;
  • Conte para seu médico e a outras pessoas que cuidam de você sobre qualquer histórico de transtorno bipolar ou psicose pós-parto na sua família;
  • Eduque seu parceiro e/ou pessoas da família sobre os sintomas, pois pode ser que você não seja capaz de identificá-los em si mesma;
  • Acompanhe suas emoções durante a gravidez;
  • Providencie cuidados para qualquer criança que você já tenha (como um lugar para eles ficarem caso você não esteja em condições de cuidar dela).

Após o parto:

  • Peça ao seu parceiro ou outro familiar próximo que fique de olho no seu comportamento;
  • Durma o suficiente;
  • Não se sinta culpada ou pressionada se a amamentação for difícil para você;
  • Minimize o número de visitantes, principalmente nos primeiros dias;
  • Visite seu médico regularmente para checkups;
  • Mantenha um diário sobre o seu humor;
  • Apoie-se nos familiares e amigos para ajudarem com os afazeres domésticos.

 

Tratamento e recuperação

Se você ou alguém de sua confiança acha que você está sofrendo delírios, paranoia ou outros sinais de psicose pós-parto, ligue 190 imediatamente. Talvez você tenha que ser hospitalizada para sua própria segurança. Talvez você também precise de medicação para estabilizar seu humor.

Com os cuidados adequados, você pode se recuperar completamente. Leva tempo, mas você eventualmente irá se sentir bem de novo, e você poderá oferecer todo amor e apoio para seu bebê.

 

Fonte: Postpartum Psychosis: What It Is and What to Do About It

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário